Morre o escritor italiano Enzo Siciliano

Morreu o escritor e crítico literário Enzo Siciliano, um dos protagonistas da vida literária de Roma e do país desde os anos 70, nesta sexta-feira, aos 72 anos, em uma clínica da capital. Nascido em 27 de maio de 1934 em Roma, Siciliano foi amigo dos escritores Alberto Moravia e Elsa Morante, assim como do cineasta, intelectual e poeta Pier Paolo Pasolini. O escritor estava há muito tempo doente e se submetia a hemodiálise. Na última quinta-feira, entre os convidados à proclamação dos finalistas do prêmio literário Strega se difundiu a notícia da piora das suas condições de saúde. Crítico de arte e colaborador dos jornais La Repubblica e La Unità, assim como da revista L´Espresso, Siciliano foi também presidente da televisão pública RAI durante um ano e meio. Em sua produção literária se destacam Vida de Pasolini (1978), Coração e fantasmas (1990) e A Princesa e o Antiquário (1980), pelo qual ganhou o prêmio Viareggio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.