Morre o escritor francês Alain Robbe-Grillet

Considerado um dos grandes nomes do "nouveau roman", escritor morreu de problemas cardíacos aos 85 anos

Efe,

18 Fevereiro 2008 | 12h12

O escritor francês Alain Robbe-Grillet, considerado um dos mestres do "nouveau roman" (novo romance), morreu nesta segunda-feira, aos 85 anos, informou a Academia Francesa.   Robbe-Grillet morreu no Centro Hospitalar Universitário de Caen, no norte da França, onde foi internado durante o fim de semana por conta de uma doença cardíaca, informou representantes da diretoria do Instituto para a Memória da Edição Contemporânea (IMEC).   O escritor, nascido em 18 de agosto de 1922, um dos grande teóricos e representantes deste movimento literário dos anos 50 e 60, foi eleito membro da Academia Francesa em 2005. Romancista e ensaísta, autor de dezenas de obras, também escreveu roteiros de cinema, como O Ano Passado em Marienbad, do cineasta Alain Resnais, em 1961.   Nas livrarias brasileiras, só é possível encontrar dois títulos do escritor. Os Últimos Dias de Corinto (Sulina, 232 págs., R$ 30), é um romance policial com clima de aventura e paixão, se passa no sul do Brasil e envolve atividades de uma organização clandestina, um complô internacional, nazistas fugitivos, prostitutas a serviço da lei, um homem e seu duplo.   O tema do duplo volta na trama de A Retomada (Record, 192 págs., R$ 35, em que o agente Henri Robin viaja pela Berlim de 1949, em ruínas. O personagem deve realizar uma missão e se depara com um duplo perfeito, uma cópia que usa bigode postiço.

Mais conteúdo sobre:
Alain Robbe-Grillet morte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.