Morre o escritor do Harlem

O escritor americano Claude Brown faleceu no último sábado, aos 64 anos, de infecção pulmonar, em um hopital em Manhattan. Brown era autor de um best seller sobre o Harlem, bairro de periferia de Nova York. Manchild in The Promised Land foi lançado em 1965 e teve 4 milhões de exemplares vendidos. Além disso, o livro é parte dos programas de leitura obrigatória em muitas escolas dos Estados Unidos. O escritor afirmava que Manchild in The Promised Land não foi baseado em sua experiência. Mas sua biografia tem muitas semelhanças com os fatos narrados no livro. Brown cresceu entre viciados em droga e assassinos do Harlem. Com oito anos foi expulso da escola. Juntou-se a uma gangue de rua e aos 13 anos foi ferido com um tiro. Mais velho, formou-se em Direito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.