Morre o escritor Díaz-Plaja

O escritor espanhol Fernando Díaz-Plaja morreu ontem, em Montevidéu, aos 94 anos. Vítima de uma pneumonia, Díaz-Plaja morava no Uruguai havia quase uma década. Desde 2002, ele vivia em Punta del Este, principal destino turístico do país. Em junho deste ano, caiu pela segunda vez de uma cadeira, o que teria deteriorado o seu estado de saúde. Ensaísta, narrador e historiador, Díaz-Plaja foi autor de mais de 150 obras, entre as quais se destaca O Espanhol e os Sete Pecados Capitais, título que vendeu quase 1 milhão de exemplares. Nascido em Barcelona, em 1918, graduou-se como doutor em História pela universidade de Madri. / EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.