Morre o escritor argentino FOGWILL

LITERATURA

, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2010 | 00h00

Fumante inveterado, o escritor argentino Rodolfo Fogwill não resistiu a complicações pulmonares e morreu no sábado, em Buenos Aires, aos 69 anos. Era autor de Os Pichicegos (Casa da Palavra), obra que causou polêmica na Argentina por retratar soldados desertores da Guerra das Malvinas, em 1982, que se refugiam em um esconderijo escavado na neve. Apesar de ficcionais, os fatos anteciparam notícias que os argentinos só descobririam depois de encerrada a guerra e deposta a ditadura militar que governava o país. Em 2007, Fogwill visitou a Bienal do Livro do Rio, onde gostava de surpreender imprensa e leitores com gestos tresloucados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.