Morre o dr. Oetker, o homem do bolo instantâneo

Morreu hoje aos 90 anos em Hamburgo o "Dr. Oetker": o empresário Rudolf August Oetker faleceu numa clínica no norte da Alemanha. O anúncio foi feito pelo porta-voz da empresa Dr. Oetker, com sede em Bielefeld, no norte do país. À frente de uma das mais importantes empresas alemãs, famosa por seus bolos instantâneos, doces especiais e fermentos para tortas e pães, Oetker foi um dos protagonistas do renascimento econômico da Alemanha do pós-guerra. Rudolf August Oetker, neto do farmacêutico e fundador da sociedade "Dr. August Oetker", foi trabalhar na empresa aos 25 anos de idade em 1941, quando esta era ainda uma pequena produtora de fermento e outros ingredientes alimentícios. Quando seu padrinho Richard Kaselowsky e uma parte de sua família morreram em 1944 vítimas de bombardeios, teve de assumir sozinho a liderança da empresa. Em meio século de atividade, Oetker transformou a pequena sociedade de Bielefeld num colosso da indústria alimentícia, que opera em escala global com um faturamento de mais de 7 bilhões de euros. Em 1981, Rudolf Oetker deixou a direção administrativa da empresa para o filho August, mas se manteve como presidente do conselho do grupo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.