Morre o bailarino Dino Garcia Carrera

"Foi um batalhador em prol da dança", disse o ministro Gilberto Gil, referindo-se ao bailarino Dino Garcia Carrera, que morreu na madrugada da última sexta-feira, no Rio de Janeiro.Bailarino e coreógrafo, Carrera atuava havia quase uma década na Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC). Nos últimos anos era vice-presidente do Conselho Brasileiro da Dança e diretor do Teatro Odylo Costa, filho, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), onde foi professor. Carreira participou, dois dias antes de sua morte, da 129.ª reunião da CNIC, ocasião em que a comissão aprovou 453 projetos culturais para captarem recursos por meio do mecanismo de Incentivo Fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura ? a Lei Rouanet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.