Divulgação
Divulgação

Morre o ator Michael Showers da série 'Treme' no Mississipi

Ator esteve, entre outros, no elenco do longa 'Árvore da Vida"

Efe,

25 de agosto de 2011 | 15h49

Washington, 25 ago (EFE) - O ator Michael Showers, um dos protagonistas da série de televisão Treme, drama ambientado em Nova Orleans após o furacão "Katrina", foi achado morto no rio Mississipi, informaram nesta quinta-feira as autoridades.

O corpo do ator de 45 anos, que interpretava o capitão John Guidry na série, foi achado na quarta-feira pelo capitão de um barco a vapor que circulava no rio.

A Polícia recuperou o corpo meia hora depois do aviso nas proximidades do popular Bairro Francês de Nova Orleans.

O chefe de pesquisas do Departamento de Polícia do distrito, John Gagliano, informou que aparentemente o corpo estava há dois dias na água, publicou o jornal local The Times Picayune em seu site.

As autoridades realizarão uma autópsia para determinar as causas da morte e abrirão uma investigação para esclarecer os fatos.

Segundo o jornal, o ator era natural de Chalmette, ao sudeste da Louisiana, situada na margem leste do rio Mississipi.

Além de participar de Treme, Showers é conhecido por papéis em séries como Breaking Bad e The Vampire Diaries, e em filmes como Traffic, O Golpista do Ano e A Árvore da Vida.

Treme é um bairro de Nova Orleans, importante centro da cultura afro-americana, no qual a música tem um papel fundamental.

A série mostra a luta de um grupo de músicos empenhados em reconstruir suas vidas depois do terrível furacão, através da música e das tradições culturais. Os fatos narrados têm seu início três meses depois do "Katrina" e terminam na época de carnaval.

Além de capturar a herança cultural de Nova Orleans, a série ilustra o papel da cidade nas vidas interligadas dos músicos, professores, hoteleiros e líderes comunitários, que o espectador vai conhecendo no decorrer dos episódios.

Uma das histórias narradas, que se desenvolve ao longo de toda a primeira temporada, mostra a frustrante busca de uma mãe para localizar seu filho, desaparecido durante o furacão. EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.