Morre o ator de 'Desejo Proibido' Luiz Carlos Tourinho

Ator, que interpretava o Nezinho da novela das seis da Globo, teve um aneurisma cerebral

21 Janeiro 2008 | 11h41

O ator Luiz Carlos Tourinho, de 43 anos, o fofoqueiro Nezinho da novela das seis da TV Globo, Desejo Proibido, morreu às 7h10 desta segunda-feira, 21. Segundo informações da assessoria do Hospital das Clínicas de Niterói, no Rio, o ator foi vítima de um aneurisma cerebral. Nas primeiras horas do dia, o ator começou a se sentir mal e foi levado para o hospital, onde deu entrada no setor de emergência.   Tourinho, que morava com a mãe em Niterói, passou mal logo cedo. Deu entrada às 6h45 no Hospital de Clínicas, onde chegou já com parada cardiorrespiratória. Os médicos tentaram manobras de ressuscitação, segundo informou a unidade, mas não foi possível salvá-lo, Ele já havia tido problemas cerebrais: em 2005, havia sido internado no Centro de Terapia Intensiva do mesmo hospital, por conta da ruptura de um vaso do cérebro, que ocasionou uma hemorragia.   Carioca de Niterói, nascido em 16 de maio de 1964, Tourinho era comediante, diretor teatral e um ator versátil, que se tornou conhecido na televisão desde os papéis em programas infantis como O Sítio do Picapau Amarelo (2002-2003), em que interpretou o mágico Mefisto mais recentemente, ou a novelinha Caça-Talentos de 1998, até humorísticos e novelas. Fez o papel do garçom Franco, em Sob Nova Direção, o Athaide de Sai de Baixo. Participou também do Chico Total e da Escolinha do Professor Raimundo, ambos de Chico Anysio.   Entre as novelas de que participou estão Kubanacan, de 2003 e teve um papel de destaque ecomo o Edilberto de Suave Veneno (1999), novela em que formava dupla hilária com Diogo Villela. Estava trabalhando atualmente na trama de Walther Negrão, Desejo Proibido.   No cinema, atuou nos infantis Tainá (2000), Xuxa e os Duendes 2 (2002) e Xuxa e Tesouro da Cidade Perdida (2004).   Começou sua carreira no teatro, ainda adolescente. Destacou-se no Tablado, ao lado da grande autora Maria Clara Machado. Atuou em várias de suas peças infantis, como Pluft, o Fantasminha, de 1985, e em muitos outros espetáculos para crianças, como O Menino Maluquinho de Ziraldo, em 1999. No teatro adulto, participou de Miss Banana de Wolf Maia, em 1986, Os Sete Brotinhos de Flávio Marinho, em 1993, e Band-Age de Miguel Paiva e Zé Rodrix, em 1995. Em 2001, dividiu a cena com as grandes parceiras Heloisa Perissé e Ingrid Guimarães, no grande sucesso Cócegas.

Mais conteúdo sobre:
Desejo Proibido comediante ator diretor

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.