Morre o artista plástico Jenner Augusto

O corpo do artista plástico JennerAugusto, de 78 anos, foi sepultado hoje no Cemitério Jardimda Saudade, em Salvador. Sergipano de nascimento, mas radicadona Bahia há décadas, Jenner, que sofria de diabetes einsuficiência cardíaca, estava internado no Hospital Aliança deSalvador e morreu ontem por falência múltipla de órgãos. Eleera considerado um dos pioneiros do modernismo na Bahia. Começoua vida de pintor elaborando cartazes para os cinemas de suacidade natal, Lagarto (SE). A partir de 1949 mudou-se paraSalvador, onde trabalhou como assistente no ateliê de MárioCravo Júnior. Numa exposição no Rio de Janeiro conheceuPortinari e José Pancetti, que avaliaram positivamente seustrabalhos. Uma das obras mais conhecida de Jenner Augusto é asérie de quadros que pintou sobre Alagados, a favela depalafitas, situada no subúrbio ferroviário de Salvador. Eleexpôs seus trabalhos em vários países e ilustrou livros de JorgeAmado de quem era amigo.

Agencia Estado,

03 de março de 2003 | 21h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.