Morre o artista plástico e jornalista Luiz d´Horta

Morreu em São Paulo, aos 60 anos, oartista plástico, jornalista do Estado de S. Paulo e do Jornal daTarde e publicitário Luiz d´Horta. Ele havia sofrido umderrame no dia 17 e estava internado no Hospital do Coração,onde morreu às 2 horas de hoje. D´Horta começou a se tornar conhecido como artistaplástico na década de 60. Em 1963, expôs pela primeira vez seustrabalhos em uma mostra coletiva na Galeria de Arte São Luiz. Aolongo de sua carreira, utilizou as mais diversas técnicas -desenho, nanquim, têmpera, escultura e tapeçaria, entre outros -e realizou tanto trabalhos abstratos quanto figurativos. Pormeio da arte, buscava, como disse em uma entrevista em 1984,libertar-se dos conceitos e rótulos predefinidos. Ele dizia serfundamental "enxergar com o terceiro olho", pois a produção ea compreensão da arte não se dão no plano do racional. Daí aescolha pelo uso marcante de cores, sobretudo a partir da décadade 70. Paralelamente à atividade artística, Luiz d´Hortadedicou-se ao jornalismo desde os 17 anos. Nisso - e nas artes -seguiu o exemplo do pai, Arnaldo Pedroso D´Horta, morto em 1973,e que havia sido crítico de arte do Estadoe articulista doJornal da Tarde. Arnaldo foi um desenhista de renome, tendosido premiado na Bienal de Veneza, em 1954.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.