TV Globo/Divulgação
TV Globo/Divulgação

Morre no Rio o ator Nildo Parente, aos 74 anos

Ele havia sofrido um AVC dois meses atrás e estava internado em um hospital do Rio

Solange Spigliatti, Estadão.com.br

01 de fevereiro de 2011 | 13h18

O ator Nildo Parente, de 74 anos, morreu na noite desta segunda-feira, 31, no Hospital Adventista Silvestre, no Centro do Rio, onde estava internado havia quase dois meses.

 

Segundo a assessoria do hospital, o ator sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) há cerca de dois meses e morreu às 20 horas de ontem em decorrência de complicações do AVC.

 

Nildo Parente nasceu em 1936, em Fortaleza, e tem uma longa série de participações no cinema, ainda que em papéis coadjuvantes, na maioria das vezes, iniciada em1962. Participou de Tenda dos Milagres (1977) e Memórias do Cárcere (1984), com Nelson Pereira dos Santos. Trabalhou também com os diretores Paulo Thiago (A Batalha dos Guararapes, de 1978, e Águia na Cabeça, de 1984)  e Neville D'Almeida (Rio Babilônia, de 1982). Também participou de filmes estrangeiros como O Beijo da Mulher Aranha (1985).

Em mais de 40 anos de carreira, Nildo também atuou em minisséries, programas como Malhação, na TV Globo, e dezenas e novelas como Guerra dos Sexos (1983), Corpo Santo, na TV Manchete (1987), O Dono do Mundo (1991) , Quatro por Quatro (1995), Celebridade (2003), América (2005), Paraíso Tropical (2007).

Seus últmos trabalhos foram a série A Lei e o Crime (2009) e uma participação no filme Chico Xavier, de Daniel Filho, um dos grandes sucessos do cinema brasileiro no ano passado.  

 

Tudo o que sabemos sobre:
Nildo Parente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.