Morre no Rio a poeta Marly de Oliveira

Ex-mulher do escritor João Cabral de Melo Neto teve falência múltipla dos órgãos

Agencia Estado

12 de junho de 2007 | 03h43

Morreu na sexta-feira, 1, aos 69 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos, a poeta Marly de Oliveira, ex-mulher do escritor e acadêmico João Cabral de Melo Neto. Marly estava internada há meses na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro.O enterro será realizado às 17 horas no Mausoléu da Academia Brasileira de Letras, no Rio, de acordo com a assessoria de imprensa da ABL.Marly nasceu em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo. Em 1998, venceu Prêmio Jabuti com O Mar de Permeio. De sua obra, destacam-se os livros Cerco da Primavera (1957), A Suave Pantera (1962) e O Sangue na Veia (1967).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.