Morre na Polônia, aos 76 anos, o compositor Henryk Gorecki

Morreu ontem, aos 76 anos, o compositor polonês Henryk Gorecki, um dos principais nomes da música contemporânea. Ele estava internado em um hospital de Katowice, no sul da Polônia, e sua morte foi causada por uma infecção pulmonar. Nos anos 90, Gorecki alcançou fama internacional ao se tornar o maior sucesso de vendas entre compositores contemporâneos com sua Sinfonia n.º 3. Escrita para orquestra e soprano solista, a obra tratava do tema da guerra e utilizava como material de inspiração um hino religioso polonês e uma mensagem escrita por uma jovem na parede da cela de um campo de concentração nazista.

, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2010 | 00h00

Também célebre é sua Sinfonia n.º 2, escrita para comemorar os 500 anos de Copérnico. Ao lado da terceira sinfonia, a obra marcou uma mudança no estilo do compositor. No começo de sua carreira, ele esteve bastante ligado à vanguarda, trabalhando ao lado de músicos como Karlheinz Stockhausen. A partir dos anos 70, ele passou a trabalhar no contexto da música minimalista, buscando uma simplicidade harmônica cada vez maior. Para seus críticos, a mudança significou retrocesso, mas Gorecki defendia suas escolhas como a busca de uma linguagem pessoal acima de qualquer escola ou dogma. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.