Morre na França o escritor e ex-ministro Maurice Druon

Autor do clássico infanto-juvenil O Menino do Dedo Verde, morreu na terça-feira, em Paris, aos 91 anos

EFE,

17 de abril de 2009 | 17h47

O escritor francês Maurice Druon, autor do clássico infanto-juvenil O Menino do Dedo Verde, morreu na terça-feira, em Paris, aos 91 anos. Druon, que dedicou grande parte de sua carreira na defesa da ortodoxia da língua francesa, também compôs com Joseph Kessel o hino de resistência francesa contra a ocupação nazista. Amigo do general De Gaulle, Druon, membro da Academia Francesa desde 1966, nasceu em Paris, em 23 de abril de 1918, filho de pai russo. Durante a época soviética, seus livros, entre eles, Os Reis Malditos, foram amplamente traduzidos. Foi ministro da Cultura no início dos anos 70 e recebeu o Prêmio Goncourt em 1948.

Mais conteúdo sobre:
Maurice Druon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.