Morre na Espanha Manuel Mampaso

O pintor espanhol Manuel Mampaso, um dos pioneiros da vanguarda dos anos 50 e realizador de uma grande obra como cenógrafo e figurinista morreu hoje em Madrid, aos 77 anos. Segundo sua filha Ana ele pintou até duas semanas antes de morrer de uma "curta enfermidade".Mampaso foi um dos pioneiros da vanguarda no que se refere à abstração e ao uso da matéria. Além de trabalhar para o teatro e o cinema, expôs nas bienais de Veneza de 1956, Milão, Buenos Aires e Bruxelas. Em 1964 foi diretor artístico do Pavilhão Espanhol da Feira Mundial de Nova York. Depois disso, dedicou-se à cenografia em peças como Bodas de Sangue. Tio Vânia, entre outras..

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.