Morre Manuel António Pina

O jornalista e escritor português Manuel António Pina, autor da célebre frase "é a coisa mais inesperada que eu podia esperar", dita quando soube que havia ganhado o Prêmio Camões em 2011, morreu ontem, aos 68 anos, em hospital na cidade do Porto, onde estava internado. Poeta, cronista, dramaturgo e romancista, Pina estreou na literatura em 1973 com o infantojuvenil O País das Pessoas de Pernas para o Ar e ao longo de sua carreira escreveu mais de 40 obras. Nasceu na província de Beira Alta, no Norte do país, e se formou em Direito antes de começar a trabalhar como jornalista - em jornal, rádio e televisão.

O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2012 | 03h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.