Morre King Stitt, lenda jamaicana

King Stitt, um dos pioneiros da forma de cantar conhecida como toasting, morreu na terça-feira, em Kingston, de acordo com nota publicada no site da revista Rolling Stone. O cantor jamaicano tinha 72 anos e morreu em decorrência de diabete e câncer de próstata, após ter recebido alta de um hospital público. Winston Sparks, mais conhecido como King Stitt, começou sua carreira no fim dos anos 1950, ao integrar a cena

O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2012 | 03h09

de sound-systems que surgia nos guetos jamaicanos, na época. Foi um dos primeiros cantores a desenvolver o toasting, estilo que virou característica do dub e, mais tarde, influenciou o surgimento do hip-hop.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.