Morre historiador Juan Marichal

MEMÓRIA-2

Efe, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2010 | 00h00

O historiador e ensaísta espanhol Juan Marichal López morreu no domingo, aos 88 anos, em Cuernavaca, no México, onde vivia com seu filho. A informação foi divulgada ontem pelo governo das Ilhas Canárias. Nascido no dia 2 de fevereiro de 1922, em Tenerife, Marichal era exilado político desde os 19 anos. Catedrático e emérito da Universidade de Harvard, ele recebeu diversos prêmios ao longo de sua carreira, entre eles o Prêmio Nacional de História, em 1996, e o Prêmio Canárias de Literatura, em 1987. Considerado uma das maiores personalidades da cultura espanhola deste século, era especialista na obra de Manuel Azaña.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.