MORRE HISPANISTA MARIO GONZÁLEZ

Professor de literatura espanhola da Universidade de São Paulo desde 1968, Mario M. González, argentino de Alta Gracia, Córdoba, naturalizado brasileiro, morreu na quarta-feira, aos 75 anos. Ele era uma das maiores autoridades em literatura medieval do País e tinha projetos de pesquisa voltados a autores clássicos e também do século 20, como Federico García Lorca - tema de sua tese de doutorado transformada no livro El Conflicto Dramático en Bodas de Sangre. Em 2000, fundou e foi o primeiro presidente da Associação Brasileira de Hispanistas. Seu último livro, Leituras de Literatura Espanhola - da Idade Média ao Século XVII, saiu em 2010 pela Letraviva/Fapesp.

O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2013 | 02h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.