Reprodução
Reprodução

Morre Frank Frazetta, o ilustrador de 'Conan, o Bárbaro'

Cores fortes e heróis musculosos levaram traço do desenhista a capas de discos e cartazes de filmes

10 de maio de 2010 | 16h53

SÃO PAULO - Frank Frazetta, um ilustrador conhecido pelas cores fortes e heróis musculosos em histórias em quadrinhos de ficção científica, capas de livros e pôsteres, morreu. Tinha 82 anos. Segundo notícia publicada pelo The New York Times, Frazetta morreu devido a um derrame, conforme informaram seus agentes Rob Pistella e Steve Ferzoco.

 

Pisttella disse que Frazetta tinha um histórico de derrames e voltava de um jantar em família por conta do dia das mães quando passou mal no domingo à noite. Foi levado pelo serviço de emergência ao Lee Memorial Hospital, mas morreu nesta segunda-feira, 10.

 

Frazetta trabalhou nas histórias em quadrinhos como Buck Rogers, Flash Gordon e Li’l Abner (Ferdinando, no Brasil). Desenhou o cartaz do filme What’s New Pussycat?, em 1964, o primeiro de Woody Allen, num elenco de estrelas como Peter Sellers, Peter O'Toole, Romy Schneider e Urssula Andress.

 

Seu estilo realista o fez o candidato ideal para ilustrar álbuns de heavy metal como Expect No Mercy, da banda de rock escocesa Nazareth, entre outros discos.

 

Fez ilustrações de heróis como Conan, o Bárbaro, e suas capas hiper-realistas para os livros do herói, com mulheres seminuas e figuras masculinas musculosas, ajudaram a popularizar o personagem quando suas histórias, criadas na década de 30, voltaram a ser publicadas nos anos 70. O estilo de Frazetta influenciou não só a ilustração de fantasia e ficção científica, mas também os quadrinhos e o cinema.

Tudo o que sabemos sobre:
Frank Frazetta'Conan, o Bárbaro'

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.