Morre figurinista do filme Drácula

Eiko Ishioka, considerada a melhor diretora de arte do Japão, que ganhou, em 1992, o Oscar de melhor figurino pelo filme Drácula, de Francis Coppola, morreu no último sábado, em Tóquio, aos 73 anos, de câncer no pâncreas. A designer, que morou muitos anos em Nova York, deixou sua marca em filmes memoráveis como Mishima, de Paul Schrader, e em capas de discos como Tutu, do trompetista Miles Davis, e, mais recentemente, no musical da Broadway O Homem-Aranha. Eiko criou as roupas da cerimônia de abertura da Olimpíada de 2008 na China e também foi diretora de videoclipes, como Cocoon, da cantora Björk. / NYT

O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2012 | 03h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.