Morre especialista em literatura brasileira

Ariane Witkowski, tradutora de vários autores brasileiros e professora na Universidade de Paris, morreu aos 40 anos na última terça-feira, de câncer. Witkowski formou-se na Ecole Normale Supérieure e foi professora de português na Universidade de Paris-IV Sorbonne, onde também lecionou literatura durante 10 anos.Especializada em literatura brasileira, dedicou-se principalmente aos autores de Minas Gerais e escreveu vários artigos sobre as narrativas de infância e a música brasileira, dois objetos de paixão para a professora e pesquisadora. Ariane foi tradutora das ensaístas Leyla Perrone-Moisés e Walnice Nogueira Galvão, e, em colaboração com o editor Michel Chandeigne, com quem era casada, dos poetas Camilo Pessanha e Al Berto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.