Morre escritora americana Judith Rossner

Judith Rossner, a autora de Looking for Mr.Goodbar (Procurando Mr. Goodbar), um romance famoso que foi levado com sucesso às telas do cinema sob a direção de Richard Brooks, morreu em Nova York, segundo informaram hoje membros de sua família. Ela tinha 70 anos.Rossner morreu na noite de terça-feira, no Centro Médico da Universidade de Nova York, de causas que não puderam ser determinadas de imediato, disse seu cunhado Rayner Pike, um jornalista aposentado da The Associated Press.Mr. Goodbar, que foi publicado em 1975, era vagamente baseada no assassinato de uma professora de escolas católicas de Nova York que à noite freqüentava os bares para gente solteira da cidade. O assassinato ocorreu em 1973.O filme, protagonizado por Diane Keaton com Richard Gere no papel do assassino psicopata, estreou em 1977. Diane Keaton foi indicada a um Globo de Ouro como melhor atriz dramática por seu trabalho neste filme e Tuesday Weld foi candidata ao Oscar nacategoria de melhor atriz coadjuvante.No total, Judith Rossner escreveu dez romances, entre eles August, que foi publicado em 1983 e que se tornou um best seller com a história da psicanálise de uma jovem mulher e seu psiquiatra; To the Precipice, de 1966; Emmeline, de 1980; Olivia, de 1994, e Perfidia, de 1997, o único encontrável nas livrarias em português, com o mesmo título."Judith tinha uma grande capacidade de observação do comportamento das pessoas", disse sua irmã Nancy Pike. Entre outros familiares, deixa o marido Stanley Leff, os filhos Daniel e Jean Rossner e três netos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.