Morre escritor russo Anatoli Jugulin

O escritor russo Anatoli Jugulin, ex-detento do Gulag e autor de um livro de memórias sobre os anos em que ficou preso As Pedras Negras, morreu aos 71 anos, no domingo em Moscou, informou essa segunda-feira o jornal Segodnia. Membro de um grupo clandestino de jovens comunistas opositores ao culto de Stalin, Jigulin foi detido em 1948, junto com vários de seus companheiros "verdadeiros marxistas-leninistas" e condenado a trabalhos forçados em Kolyma, no extremo Norte. Libertado em 1954, um ano depois da morte de Stalin, Jigulin só foi publicar duas Pedras Negras em 1988, graças às reformas promovidas pelo ex-presidente da então União Soviética Mikail Gorbatchov. Autor de uma vintena de recompilações de poesia entre as quais Os Cadernos Queimados, Jigulin era ligado a Alexandre Soljenitsin, Prêmio Nobel de Literatura e autor de Arquipélago Gulag.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.