Divulgação/ABL
Divulgação/ABL

Morre escritor Antonio Olinto aos 90 anos

Integrante da Academia Brasileira de Letras, ele está sendo velado no Petit Trianon da Academia

12 de setembro de 2009 | 09h39

Morreu na madrugada deste sábado, 12, o escritor Antonio Olinto aos 90 anos de idade de falência múltipla de órgãos, em sua casa de Copacabana. O integrante da Academia Brasileira de Letras (ABL) está sendo velado no Petit Trianon da Academia.

 

Olinto, que foi casado com a também escritora Zora Seljan, será sepultado às 16 horas no Mausoléu acadêmico. Sua obra abrange poesia, romance (o mais reeditado, A casa da água, de 1969), ensaio, crítica literária e análise política.

 

O presidente da ABL, Cícero Sandroni, determinou luto oficial por três dias. Na próxima quinta-feira, dia 17, será realizada a sessão de saudade, ao final da qual o Presidente declarará aberta a vaga de Olinto.

 

Os acadêmicos Alberto Venâncio Filho e Cícero Sandroni no velório na ABL hoje/Marcos D'Paula/AE

Tudo o que sabemos sobre:
literaturaABLAntonio Olinto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.