Morre bailarina cubana Mirta Plá

Uma das mais importantes bailarina cubanas, discípula favorita da lendária Alicia Alonso, morreu de câncer aos 63 anos de idade, segundo informou hoje a imprensa oficial cubana.Mirta morreu no domingo, em Barcelona, na Espanha, onde dava aulas, informou o jronal Granmma. Nascida em Havana em 1940, a bailarina obteve uma bolsa para aprender dança na Academia de Alicia Alonso em 1950. Sua estréia ocorreu em 1953, no balé Quebra Nozes. No final da década de 50 participou de companhias de dança nos EStados Unidos e foi bailarina convidade de alguns dos teatros mais importantes do mundo. Quando se afastou dos palcos, passou a ensinar dança no México, Itália e Espanha.Entre os prêmios que recebeu, destaca-se o Prêmio Nacional de Dança 2003, entregue em abril também a outras três bailarinas: Loipa Arajo, Aurora Bosh e Josefina Méndez. Elas eram conhecidas como "as quatrojóias" do Ballet Nacional de Cuba."Sua morte enche de dor o balé mundial", disse seu amigo e colaborador pessoal Miguel Cabrera, que escreveu sobre ela no jornal Granmma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.