Morre ator espanhol Alfonso del Real

O ator espanhol Alfonso del Real morreu hoje, aos 85 anos, na ilha de Maiorca, vítima de uma parada cardiorespiratória, segundo informou sua família. Alfonso Suárez del Real foi um dos mais prolíficos artistas de teatro e cinema de seu país. Trabalhou em mais de 500 peças e filmes ao longo de sua carreira, apesar de estar há muitos anos afastado.Alfonso Suárez del Real nasceu em 27 de dezembro de 1916, em águas inglesas, a bordo do transatlântico Alfonso XIII, quando seus pais viajavam rumo a Havana, em Cuba, onde viveu até os 13 anos.Iniciou sua carreira em um grupo teatral do colégio e atuou profissionalmente pela primeira vez em uma peça sobre a vida de São Hermenegildo, na qual fez o papel de santo. Nos anos 30, entrou para a Companhia de Antonio Antonio Vico e CarmenCarbonell, passando em 1934 para a Companhia de Casimiro Ortás.No início da Guerra Civil espanhola, em 1936, Alfonso del RealTrabalhou no teatro de revistas Pavón de Madrid, no auge dogênero. Em seguida, atuou no teatro lírico e na comédia. Depois da guerra, Del Real trabalhou como tenor de zarzuela, um tipo de ópera-cômica espanhola, em diversas companhias, como Luna, Moreno Torroba, Pepita Royán, Plácido Domingo ou Barreto Ballester.Nos anos 50, fracassou ao tentar montar sua própria companhia, abandonou o teatro e tornou-se administrador dos negócios de um amigo, o ator Manolo Morán. Na televisão, Del Real atuou com sucesso na série policial Plinio, entre muitas outras atrações. Além da televisão, em sete décadas de carreira, Del Real atuou em mais de 500 peças teatrais e filmes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.