Morre aos 90 anos Edward Lorenz, o pai da teoria do caos

O meteorologista norte-americanoEdward Lorenz, considerado o pai da teoria do caos pordemonstrar o "efeito borboleta" --a possibilidade de pequenosfatos desencadearem grandes consequências--, morreu naquarta-feira, de câncer, aos 90 anos, segundo o MIT (Institutode Tecnologia de Massachusetts). Lorenz concebeu o seu modelo na década de 1960, e em 1972apresentou um estudo intitulado "Previsibilidade: O Bater deAsas de Uma Borboleta no Brasil Desencadeia Um Tornado noTexas?". Nascido em 1917 em West Hartford, Connecticut, Lorenz segraduou em Matemática no Dartmouth College em 1938, e sepós-graduou na Universidade Harvard em 1940. Durante a Segunda Guerra Mundial, trabalhava com previsãodo tempo no Exército e decidiu estudar Meteorologia. Formou-seem 1943 pelo MIT e se pós-graduou cinco anos depois. "Quando menino, eu sempre me interessei em fazer coisas comnúmeros, e também era fascinado pelas mudanças no tempo",escreveu Lorenz na sua autobiografia. "Ao mostrar que certos sistemas determinísticos têm limitesformais de previsibilidade, Lorenz colocou o último prego nocaixão do universo cartesiano e fomentou o que alguns chamaramde terceira revolução científica do século 20, no encalço darelatividade e da física quântica", disse Kerry Emanuel,professor de Ciência Atmosférica no MIT. (Reportagem de Maggie Fox)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.