Morre, aos 82 anos, o diretor teatral João Bethencourt

O dramaturgo e diretor de teatro João Bethencourt morreu neste domingo, 31, no Rio, de infecção generalizada, aos 82 anos. Autor de peças como O dia em que raptaram o Papa e Tem um psicanalista na nossa cama, ele teve fértil trajetória também como tradutor de textos de teatro, sobretudo do francês Molière.Bethencourt completaria 52 anos de carreira em 2007. Em mais de cinco décadas de trabalho, o dramaturgo escreveu mais de 40 peças de teatro e dirigiu mais de 80 espetáculos. Nascido na Hungria, veio ao Brasil com apenas 10 anos. Tornou-se um dos autores brasileiros mais traduzidos em todo o mundo.Bethencourt admitia que suas peças tinham elementos de crítica social. "Coloco minha percepção das mudanças sociais nos textos", disse em entrevista concedida há dois anos, pouco antes de ser homenageado no Prêmio Shell, um dos mais importantes do teatro no País.O dramaturgo deixa a mulher, Margot, e dois filhos. Ele será enterrado na segunda-feira, ao meio-dia, no Cemitério e São João Baptista, em Botafogo, zona sul do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.