Morre aos 77 anos pintor australiano Pro Hart

O pintor australiano Pro Hart, que retratou como poucos as paisagens e a realidade de seu país, morreu hoje aos 77 anos devido a uma doença neurológica.Hart, cujas obras em óleo e acrílico foram expostas em Londres, Paris, Tóquio e Nova York, nasceu na cidade de Broken Hill, em pleno deserto australiano, onde morreu acompanhado de sua família.O pintor conseguiu fama por suas paisagens e trabalhos pouco convencionais e diversos, mas se transformou em um rosto popular com seus anúncios televisivos de um produto de limpeza para tapetes.Hart, extremamente religioso, era considerado um altruísta na comunidade de Broken Hill, onde fez várias doações humanitárias. O artista, um autodidata que trabalhou como mineiro quando jovem, também se dedicou à escultura em aço e bronze e à cerâmica.O pintor tinha deixado de pintar havia seis meses - a doença que causou sua morte foi diagnosticada há um ano - e sua família decidiu deixar de fornecer a medicação que o mantinha vivo.

Agencia Estado,

28 de março de 2006 | 02h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.