Morre aos 77 anos a pintora naïf Aparecida Azedo

A pintora naïf Aparecida Azedo, 77 anos, faleceu na tarde desta segunda-feira vítima de uma parada cardíaca, depois de uma longa internação no Hospital São Lucas, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Aparecida convalescia de uma cirurgia na coluna.O trabalho da pintora inspirou o cineasta Zelito Viana a produzir e dirigir o documentário Aparecida Azedo, uma vida em 24 quadros, lançado no final do ano passado, no Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil (MIAN), no Rio.Natural de Brodowski, interior de São Paulo, a artista teve ativa militância política, filiada ao Partido Comunista. Casada com o jornalista Raul Azedo Netto, Aparecida deixa seis filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.