Morre aos 71 anos o comediante George Carlin

Conhecido pelo comportamento provocativo, Carlin foi um ícone do movimento anti-Establishment nos anos 1970

Dean Goodman, da Reuters,

23 de junho de 2008 | 08h02

O comediante George Carlin, herói da contra-cultura famoso pelos palavrões e pela menção às drogas, morreu em consequência de uma falha cardíaca em um hospital de Los Angeles no domingo, 22, disse um porta-voz. Carlin, que tinha 71 anos e um histórico de problemas cardíacos, morreu no Centro de Saúde St. John, em Santa Mônica, por volta das 22 horas, depois de dar entrada no hospital com dores no peito, disse o porta-voz Jeff Abraham à Reuters. Conhecido pelo comportamento ousado e provocativo, Carlin foi um ícone do movimento anti-Establishment nos anos 1970, com suas apresentações cheias de referências a drogas e ao uso de cerca de sete palavrões que não poderiam ser veiculados na TV. Uma batalha judicial quanto às "palavras sujas" ditas por ele em um programa de rádio chegou à Suprema Corte dos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
George Carlin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.