Morre a poeta colombiana María Mercedes Carranza

A poeta colombiana María Mercedes Carranza morreu hoje em Bogotá, aos 59 anos. Um ataque do coração foi a provável causa de sua morte, segundo informou sua família. Um dos principais nomes da literatura contemporânea de seu país, ela tinha entre suas obras mais conhecidas Vainas y Otros Poemas, Tengo Miedo e El Canto de Las Moscas. Era também diretora da Casa de Poesia Silva, em Bogotá, centro cultural voltado à revelação de novos talentos literários.Formada em filosofia e letras, a escritora também participou de diversos suplementos culturais. Chegou a ser eleita para a Assembléia Constituinte colombiana de 1991. Era filha do também poeta Eduardo Carranza. Há cerca de um ano, sofria com o seqüestro de seu irmão Ramiro por um comando das Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. Pela libertação de Ramiro, a guerrilha exige um alto resgate, que sua família não pôde bancar. María Mercedes Carranza era casada com o jornalista Fernando Garavito, com quem teve uma filha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.