Morre a jornalista Vera Artaxo

Ex-companheira do dramaturgo Plínio Marcos (1935-1999), a jornalista Vera Artaxo morreu às 6h30 de sábado, aos 57 anos, em São Paulo. Vera estava internada no Instituto do Câncer para se tratar de um câncer de reto e fígado. A jornalista viveu com Plínio Marcos por cerca de 20 anos, até a morte do dramaturgo, em novembro de 1999. O corpo de Vera foi velado no cemitério do Araçá e cremado na Vila Alpina. Ao longo de sua carreira, ela trabalhou na Folha de S. Paulo, nos canais de TV Globo, Bandeirantes e Record e durante 15 anos na editora Abril, em publicações como Casa e Construção, Manequim, Casa Claudia

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.