Morre a grande bailarina francesa Ludmila Tcherina

A bailarina francesa Ludmila Tcherina, que foi uma das estrelas do balé clássico na França durante boa parte do século passado, morreu no domingo, aos 79 anos, de causa não-revelada, segundo informou o ministro da cultura francês.Ludmila ficou famosa aos 15 anos, ao se tornar a primeira bailarina do célebre Balé de Monte Carlo. Ela nasceu em Paris em 10 de outubro de 1924 e era filha de um aristocrata russo, casado com uma francesa. Com o apelido de "Tcherzina", ela "foi a bailarina mais jovem da história da dança", destacou o ministro da Cultura da França, Jean-Jacques Aillagon.Nos anos 1970, no final de uma longa carreira na dança, seguiu carreira no cinema, atuando em 18 filmes, entre eles Sapatinho Vermelho e The Tales of Hoffmann. Foi também coreógrafva, escultora, pintora. Patrocinou a primeira companhia de dança de Maurice Béjart, no Teatro de L´Étoile, em Paris. Ludmila dançou nos principais teatro do mundo: Opéra de Paris, Bolshoi em Moscou, Kirov, em Leningrado, Scala de Milão ou Metropolitan Opera de Nova York.O primeiro-ministro Jean-Pierre Raffarin elogiou sua memória como "uma figura essencial da arte francesa do século 20". Leia mais no site www.ludmila-tcherina.com

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.