Morre a escritora norte-americana Octavia Butler

Um derrame matou no sábado, aos 58 anos, em Seattle, a escritora de ficção científica norte-americana Octavia Butler. Uma mulher negra é a heroína de Kindred, um dos mais conhecidos livros da autora, que mistura as sensibilidades negras do século XX com a história do século XIX em uma deformação temporal. Ela trouxe uma nova perspectiva para a literatura negra norte-americana, colocando negros em papéis significativos e explorando temas como as relações entre pobres e ricos.Filha de um alfaiate e uma diarista, durante toda a sua vida Octavia procurou espaço na literatura. Depois de anos sendo rejeitada, ganhou o prêmio de mais prestígio de ficção científica, o Nebula and the Hugo, além de outras honrarias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.