Reprodução
Reprodução

Morre a escritora chinesa Han Suyin aos 95 anos

Sua principal obra foi uma autobiografia em 5 volumes

Efe,

05 de novembro de 2012 | 16h36

A prolífica escritora chinesa Han Suyin morreu na sexta-feira, 2, aos 95 anos, em Lausanne, na Suíça.

Autora de Suplício de uma Saudade (Record), filmada por Henry King, sua principal obra foi uma autobiografia em cinco volumes: A Cripled Tree, Mortal Flower, Birdless Summer, My House Has Two Doors e Phoenix Harvest, todos publicados entre 1964 e 1979. Os numerosos romances e ensaios, assim como encontros com Indira Gandhi, Mao Tsé Tung e Zhou Enlai lhe trouxeram fama mundial.

Han nasceu em 1917, estudou medicina na China, na Inglaterra e na Bélgica. Clinicou em Cingapura e publicou seu primeiro livro aos 25 anos.

 
Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Han Suyin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.