Morre a dramaturga Wendy Wasserstein

Morre a dramaturga Wendy Wasserstein, cujos personagens favoritos foram mulheres feministas que enfrentavam o desafio de lidar com carreiras profissionais, o amor e a maternidade.Wendy retratou estes temas em suas obras The Heidi Chronicles e The Sisters Rosensweig. Entre os livros da autora que podem ser encontrados em português, está Preguiça, onde Wendy ironiza a indústria cultural da auto-ajuda e satiriza a sociedade capitalista, chamando-a de preguiçosa.Wendy morreu de câncer, nesta segunda-feira, aos 55 anos, segundo anunciou o Teatro Lincoln em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.