Morre a artista francesa Niki de Saint Phalle

A artista francesa Niki de Saint Phalle morreu ontem em San Diego, na Califórnia, aos 71 anos, segundo anúncio feio hoje em Hannover, na Alemanha, onde centenas de obras suas estavam expostas. Nascida no subúrbio parisiense de Neuilly-sur-Seine, em 1930, Niki mudou-se para Nova York aos sete anos. Na década de 50, voltou à Europa, com o marido Harry Mathews, com quem teve dois filhos, e iniciou sua carreira artística.Sua obra mais famosa é a série de grandes figuras femininas, coloridas e voluptuosas, feitas de papel machê e pano, que ela batizou Nanas. Espalhadas por Nova York, Bruxelas, Paris, Amsterdã, entre outras cidades, as Nanas deram à Niki, nos anos 60, o status de uma das principais artistas pop do mundo.Niki criou e espalhou pelo mundo muitas esculturas mais. Em Nice, no sul da França, está exposta uma outra série bastante conhecida, inspirada em grandes figuras do mundo do esporte, como Michael Jordan (foto), Tiger Woods e Tony Gwynn. Outro trabalho famoso da artista é a fonte do pátio do museu Georges Pompidou, de Paris. A cidade de Hannover, que já havia condecorado a artista com o título de cidadã-honorária, está planejando uma homenagem em sua memória para a próxima semana.

Agencia Estado,

22 de maio de 2002 | 11h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.