Morre a alemã Christa Wolf

Morreu ontem em Berlim, onde vivia desde os anos 50, a escritora Christa Wolf. Autora de Cassandra: Narrativa e Medeia: vozes, foi apontada por Günter Grass como "a escritora com quem gostaria de dividir o prêmio", na ocasião em que ele recebeu o Nobel de Literatura, em 1999. Nascida em 1929 na Prússia Oriental, atual Polônia, Christa teve a carreira marcada pela polêmica por ser defensora e colaborada da República Democrática Alemã e por se ter oposto à reunificação. Não por acaso, seus primeiros livros (Notícias de Moscou, de 1961, e O Céu Partilhado, de 1963) contribuíram para a afirmação de uma literatura própria na ex-RDA. / EFE

O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2011 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.