Monumento às Bandeiras completa 50 anos

O famoso Monumento às Bandeiras - mais conhecido como "Empurra-Empurra" - faz bodas de ouro no próximo dia 25 (embora a inauguração oficial só tenha ocorrido no ano seguinte). A obra, de autoria de Victor Brecheret, demorou 17 anos para ser feita. Ela foi pensada para a Semana de Arte Moderna de 1922, mas só começou a ser construída em 1936. O monumento simboliza a expedição dos bandeirantes durante o reconhecimento do território brasileiro. O grupo de pessoas do monumento é composto por vários povos: índios, negros, portugueses e mamelucos. Essa mistura de povos visava a recuperação e formação do povo paulista. Todo o grupo está indo em direção ao Pico do Jaraguá, que era um dos caminhos de entrada das bandeiras. Há dois cavalos e 37 pessoas no monumento. A estrutura, toda feita em granito, mede 43 metros de comprimento por 8 metros de largura e 5 metros de altura. O "Empurra-Empurra" foi adotado pela Unilever até 2004. Tanto a restauração quanto a manutenção da obra são de responsabilidade da empresa, feitas a cada seis meses. A próxima é em fevereiro. Na frente do monumento, existia um mapa do Brasil que descreve os principais caminhos dos bandeirantes no século XVIII. O mapa foi esculpido no granito que fica na base da escultura, na frente dos cavalos. "O mapa desapareceu com o tempo, mas estamos estudando uma maneira de fazê-lo reaparecer em breve", conta Rafaela Calil Bernardes, chefe do laboratório de restauro do Departamento de Patrimônio Histórico. Não existe legislação que proíba as pessoas de subirem no Monumento às Bandeiras, mas Rafaela Calil Bernardes pede que todos tenham cuidado com a obra: "Pedimos duas coisas a todos os que subirem: não deixem lixo lá em cima e subam sem sapato, para não agredir a obra." Brecheret (1894-1955) tem outras obras importantes na cidade, como o monumento a Duque de Caxias (Praça Princesa Isabel), o busto de Santos Dumont (Aeroporto de Congonhas), a estátua de Diana Caçadora (Teatro Municipal), além da fachada e do interior do Jockey Club.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2003 | 01h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.