"Monalisa suméria" é recuperada no Iraque

A Dama de Warka está salva. Uma das mais preciosas relíquias roubadas do Museu Nacional Iraquiano, durante a queda de Bagdá, em abril, foi recuperada por soldados americanos e policiais do país. O anúncio foi feito por Jabir Ibrahim, chefe do departamento de antigüidades iraquianas.A Dama de Warka, considerada a "Monalisa suméria", é uma relíquia que data de 3,2 mil anos a.C., representando um rosto de mulher. Em agosto, um grupo tentou negociar sua venda ao departamento de Ibrahim. As negociações não avançaram, e a peça foi enterrada nos arredores de Bagdá, onde investigadores a encontraram, na terça-feira.Os saques ao museu iraquiano causaram revolta e protestos em todo o mundo. As forças americanas foram acusadas de descuidar da importância de seu acervo. Recentemente, equipes de resgate anunciaram a recuperação de cerca de 3,4 mil peças do museu. Mas ainda faltam outras 10 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.