Molière vai para peça sobre genocídio

Uma peça de teatro sobre o genocídio cometido contra o povo armênio, em 1915, foi a grande vencedora dos prêmios Molière, o mais importante do teatro francês. Une Bête Sur la Lune (Uma Besta na Lua), de Richard Kalinoski, conta a história de um casal que sobrevive ao genocídio perpetrado pelos turcos na época do Império Otomano. A peça recebeu 5 dos 17 prêmios entregues esta noite no Teatro dos Campos Elíseos de Paris. Ganhou como melhor obra inédita, melhor adaptação de obra estrangeira (por Daniel Loayza), melhor direção (de Irina Brook, filha de Peter Brook). Além destes, Corinne Jaber ganhou o prêmio de melhor atriz nesta peça que estreou há 4 anos em Londres e Simon Abkarian ganhou como melhor ator. Recentemente, a França reconheceu oficialmente como genocídio a matança perpetrada pelos turcos contra los armênios em 1915.Segundo os historiadores, nessa ocasião morreram cerca de 600 mil pessoas, apesar de alguns falarem em 1,5 milhões de pessos. Corinne Jaber se impôs diante de atrizes renomadas como Isabelle Adjani, indicada por A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas, e Isabelle Huppert, por Medeia, de Eurípides. "O objetivo deste evento é distinguir talentos jovens. Corinne Jaber merece este premio. Isabelle Adjani yjá não precisa de nenhum Molière. O público já concedeu um a ela há algum tempo ", disse o veterano Jean-Claude Brialy durante a entrega dos prêmios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.