Moda verão fica entre tropical e romântico

Foi num clima de floresta tropical que a Coven abriu ontem oquarto dia de desfiles do Fashion no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio. Na passarela, estampas de pássaros e flores empeças predominantemente verdes e cáquis. A estilista Liliane Rebehy Queiróz trouxe de volta saias, vestidos e bermudas tipobaloné, em todos os tamanhos.Já a grife de Victor Dzenk, a segunda a desfilar, apresentou uma coleção despojada que misturou peças esportivas comtransparências e brilhos. Preto, cinza, verde e suas tonalidades foram as cores escolhidas. Saias e blusas transparentes vinhampor cima de tops e maiôs. A modelo Isabeli Fontana, que anteontem levou o filho Zion de 11 meses para a passarela, fechou odesfile, que também teve como destaques Mariana Weickert e Gianne Albertoni.A coleção da carioca Cavendish, assinada por Carla Cavendish, veio com o clima romântico do campo. A moda primavera-verãoda grife virá com batas, pequenas flores estampadas, rendas e tons pastéis. As saias eram longas e tinham babados nas pontas.As mangas vinham arredondadas e levemente bufantes. Para a noite, a estilista apostou em vestidos pretos com tranparências ebrilhos. Também desfilaram ontem as grifes Virze, Lenny e Sandpiper.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.