Moacyr Scliar vence o prêmio Jabuti de melhor romance

Escritor gaúcho ganha com 'Manual da Paixão Solitária' e recebe R$ 3 mil; Alice Ruiz vence na categoria poesia

Ubiratan Brasil, de O Estado de S. Paulo,

29 de setembro de 2009 | 16h40

Lilia Schwarcz, colunista do 'Estado' e Moacyr Scliar, o grande vencedor do Jabuti 2009. Fotos: Janete Longo/AE e Paulo Pinto/AE

 

O universo religioso inspirado no relato do Gênesis, História de Judá e de Tamar que compõe a trama de Manual da Paixão Solitária (Companhia das Letras) foi anunciado ontem como o vencedor na categoria romance do 51º Prêmio Jabuti, o mais prestigioso da literatura nacional. Com isso, seu autor, Moacyr Scliar, receberá o prêmio de R$ 3 mil a ser entregue em cerimônia marcada para o dia 4 de novembro, na Sala São Paulo, quando também serão anunciados os vencedores do livro do ano ficção e o livro do ano não-ficção; cada um receberá R$ 30 mil.

 

O livro de Scliar mostra como, em um congresso de estudos bíblicos, um famoso professor e sua rival evocam, em momentos diferentes, duas figuras singulares: o jovem Shelá e a mulher por quem ele está apaixonado, Tamar. "A adoção de dois pontos de vista narrativos é o típico caso em que um personagem como a Tamar pode ser vista como vilã ou heroína", disse Scliar ao Estado no ano passado, quando o livro foi lançado. Os outros romances finalistas foram Órfãos do Eldorado (Cia. das Letras), do colunista do Caderno 2 Milton Hatoum, e, em terceiro, Cordilheira (Cia. das Letras), de Daniel Galera.

 

Já a provocação de outro gaúcho, Fabrício Carpinejar, foi a grande vencedora na categoria de contos e crônicas. Canalha! (Bertrand Brasil) é, como diz seu subtítulo, um retrato poético e divertido do homem contemporâneo. Ao pregar contra os rótulos masculinos, Carpinejar busca ressaltar o charme sexual do canalha, não aquele tornado famoso por Nelson Rodrigues, mas do cidadão transtornado com as transformações sociais dos últimos tempos. Em segundo lugar ficou Ostra Feliz Não Faz Pérola (Planeta do Brasil), de Rubem Alves, seguido de Os Comes e Bebes nos Velórios das Gerais e Outras Histórias (Auana Editora), de Déa Rodrigues da Cunha Rocha.

 

Dois em Um (Iluminuras), que reúne toda a produção poética de Alice Ruiz durante a década de 1980, foi eleito o melhor de poesia, seguido de Antigos e Soltos: Poemas e Prosas da Pasta Rosa, edição do Instituto Moreira Salles. No terceiro lugar, houve empate entre Cinemateca (Cia. das Letras), de Eucanaã Ferraz, e Outros Barulhos (edição do autor), de Reynaldo Bessa.

 

Colaboradora do Estado, a pesquisadora Lilia Moritz Schwarcz foi premiada como autora da melhor biografia, por O Sol do Brasil (Companhia das Letras), ensaio alentado sobre a vida e a obra do pintor francês Nicolas-Antoine Taunay. Na verdade, um estudo aprofundado do imaginário francês sobre os trópicos, da arte neoclássica e da vinda da família real portuguesa e do grupo que a historiografia batizou de Missão Artística Francesa. Nessa categoria, o segundo lugar ficou com José Olympio, o Editor e Sua Casa (GMT Editores), de José Mario Pereira, e O Santo Sujo: A Vida de Jayme Ovalle (Cosac Naify), de Humberto Werneck, que havia faturado o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte nessa categoria.

 

A escolha da APCA e do Jabuti, aliás, combinou na categoria reportagem: ambos premiaram O Livro Amarelo do Terminal (Cosac Naify), interessante retrato da rotina de um terminal rodoviário (no caso, o Tietê, de São Paulo), escrito por Vanessa Bárbara. Em seguida, vieram O Sequestro dos Uruguaios - Uma Reportagem dos Tempos da Ditadura (L&PM Editores), de Luiz Cláudio Cunha, e 1968 - O Que Fizemos de Nós (Planeta do Brasil), de Zuenir Ventura.

 

Entre os tradutores, o trabalho de Marise Moassaba Curioni no livro A Morte de Empédocles (Iluminuras), de Friedrich Hölderlin, foi apontado como o melhor do ano passado. Uma categoria habitualmente disputada, como comprovam os classificados em segundo e terceiro lugares, respectivamente Satíricon (Cosac Naify), feita por Cláudio Aquati, e os dois volumes de Os Irmãos Karamázov (Editora 34), por Paulo Bezerra.

 

Confira os vencedores de cada uma das 21 categorias da 51ª edição do Prêmio Jabuti:

 

Romance

1º lugar -"Manual da Paixão Solitária", Moacyr Scliar (Schwarcz)

2º lugar -"Orfãos do Eldorado", Milton Hatoum (Schwarcz)

3º lugar -"Cordilheira", Daniel Galera (Schwarcz)

 

Contos e Crônicas

1º lugar -"Canalha! - crônicas", Fabricio Carpinejar (Editora Bertrand Brasil)

2º lugar -"Ostra feliz não faz pérola", Rubem Alves (Editora Planeta do Brasil)

3º lugar -"Os comes e bebes nos velórios das gerais e outras histórias", Déa Rodrigues da Cunha Rocha (Auana Editora)

 

Poesia

1º lugar -"Dois em um", Alice Ruiz S. (Editora Iluminuras)

2º lugar -"Antigos e soltos: poemas e prosas da pasta rosa", Instituto Moreira Salles (Instituto Moreira Salles)

3º lugar -"Cinemateca", Eucanaã Ferraz (Schwarcz)

3ºlugar - "Outros barulhos", Reynaldo Bessa (edição do autor)

 

Biografia

1º lugar - "O Sol do Brasil", Lilia Moritz Schwarcz (Schwarcz)

2º lugar -"José Olympio, o Editor e sua Casa", José Mario Pereira (GMT Editores)

3º lugar -"O Santo Sujo: a Vida de Jayme Ovalle", Humberto Werneck (Cosac Naify)

 

Teoria/Crítica Literária

1º lugar -"Monteiro Lobato: Livro a Livro", Marisa Lajolo e João Luís Ceccantini (Editora Unesp / Imprensa Oficial)

2º lugar -"Pensamento e 'Lirismo Puro' na Poesia de Cecília Meireles", Leila V. B. Gouvêa (Editora Universidade de São Paulo)

3º lugar -"Literatura da Urgência Lima Barreto no Domínio da Loucura", Luciana Hidalgo (Annablume Editora)

 

Reportagem

1º lugar -"O Livro Amarelo do Terminal", Vanessa Bárbara (Cosac Naify)

2º lugar -"O Sequestro dos Uruguaios - uma Reportagem dos Tempos da Ditadura", Luiz Cláudio Cunha (L&P Editores)

3º lugar -"1968 - o que Fizemos de Nós", Zuenir Ventura (Editora Planeta do Brasil)

 

Tradução

1º lugar -"A Morte de Empédocles / Friedrich Hölderlin", Marise Moassaba Curioni (Iluminuras).

2º lugar -"Satíricon", Cláudio Aquati (Cosac Naify).

3º lugar -"Os Irmãos Karamázov - 2 Volumes", Paulo Bezerra (Editora 34).

 

Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, Comunicação e Artes

1º lugar - "Coleção Princesa Isabel - Fotografia do Século XIX", Bia e Pedro Corrêa Lago (Capivara Editora)

2º lugar - "Árvores Notáveis - 200 Anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro" (livro e guia de bolsa), Andréa Jakobsson Estúdio Editorial (Andréa Jakobsson Estúdio Editorial)

3º lugar - "Tarsila do Amaral", Lygia Eluf (Imprensa Oficial do Estado)

 

Projeto Gráfico

1º lugar -"Fazendas Mineiras", Marcelo Drummond & Marconi Drummond (Cemig)

2º lugar -"A História do Brazil de Frei Vicente de Salvador", Maria Lêda Oliveira (Versal Editores)

3º lugar -"Isay Weinfeld", Roberto Cipolla (Bei Editora)

 

Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil

1º lugar -"O Matador", Odilon Moraes (Editora Leitura) - BH

2º lugar -"De Passagem", Marcelo Cipis (Schwarcz)

3º lugar - "Alfabeto de Histórias", Gilles Eduar (Editora Ática)

 

Ciências Exatas, Tecnologia e Informática

1º lugar - "Introdução à Quimica da Atmosfera - Ciência, Vida e Sobrevivência", Ervim Lenzi e Luzia Otilia Bortotti Favero (LTC - Livros Técnicos e Científicos Editora)

2º lugar - "Fundamentos de Metrologia Científica e Industrial", Armando Albertazzi G. Jr. e André R. de Souza (Editora Manole)

3º lugar - "Mapa do Jogo", Lucia Santaella e Mirna Feitoza (Cengage Learning Edições)

 

Educação, Psicologia e Psicanálise

1º lugar -"A Voz e o Tempo", Roberto Gambini (Ateliê Editorial)

2º lugar -"Religiosidade e Psicoterapia", Claudia Bruscagin, Adriana Sávio, Fátima Fontes e Denise Mendes Gomes (Editora Roca)

3º lugar - "Educação à distância: o Estado da Arte", Fredric Michael Litto (Pearson Education do Brasil)

 

Didático e Paradidático

1º lugar - "História e Cultura Africana e Afro-Brasileira", Nei Lopes (Barsa Planeta Internacional)

2º lugar - "Meu primeiro álbum de piano solo", Dulce Auriemo (D.A. Produções Artísticas)

2º lugar - "Coleção cidade educadora - Diário de bordo do aluno 1 - Volume Amarelo", Áureo Gomes Monteiro Júnior, Célia Cris Silva e Júlia Scandiuci Figueiredo (Aymará Edições e Tecnologia)

3º lugar - "Literatura Infantil Brasileira: um Guia para Professores e Promotores de Leitura", Vera Maria Tietzmann Silva (Cânone Editorial)

 

Economia, Administração e Negócios

1º lugar - "Valores Humanos & Gestão. Novas Perspectivas", Maria Luisa Mendes Teixeira (organizadora) (Editora Senac São Paulo)

2º lugar -"Estratégia e Competitividade Empresarial - Inovação e Criação de Valor", Luiz Carlos Di Serio e Marcos Augusto de Vasconcelos (Saraiva)

3º lugar - "Meio Ambiente e Crescimento Econômico: Tensões Estruturais", Gilberto Dupas (Editora Unesp)

 

Direito

1º lugar - "Introdução ao Pensamento Jurídico e à Teoria Geral do Direito Privado", Rosa Maria de Andrade Nery (Editora Revista dos Tribunais)

2º lugar -"Execução", José Miguel Garcia Medina (Editora Revista dos Tribunais)

3º lugar -"Código de Processo Civil - Comentado Artigo por Artigo", Daniel Mitidiero e Luiz Guilherme Marinoni (Editora Revista dos Tribunais)

3ºlugar - "Atual Panorama da Constituição Federal", Carlos Marcelo Gouveia (Saraiva)

 

Capa

1º lugar - Moby Dick", Luciana Facchini (Cosac Naify)

2º lugar -"Jovem Stálin", João Baptista da Costa Aguiar (Schwarcz)

3º lugar -"Introdução à filosofia", Rex Design (Editora WMF Martins Fontes)

 

Ciências Humanas

1º lugar - "História do Brasil - Uma Interpretação", Adriana Lopez e Carlos Guilherme Mota (Editora Senac São Paulo)

2º lugar - "Veneno Remédio", José Miguel Wisnik (Schwarcz)

3º lugar - "A Aparição do Demônio na Fábrica", José de Souza Martins (Editora 34)

 

Ciências Naturais e Ciências da Saúde

1º lugar - "Fundamentos de Dermatologia", Marcia Ramos-e-Silva e Maria Cristina Ribeiro de Castro (Editora Atheneu)

2º lugar -"Oftalmogeriatria", Marcela Cypel e Rubens Belfort Jr. (Editora Roca)

3º lugar - "Guia de Propágulos & Plântulas da Amazônia", José Luís Campana Camargo et al (Inpa)

 

Infantil

1º lugar - "A Invenção do Mundo Pelo Deus-Curumim", Braulio Tavares (Editora 34)

2º lugar -"No Risco do Caracol", Maria Valéria Rezende e Marlette Menezes (Autêntica Editora)

3º lugar - "Era Outra Vez um Gato Xadrez", Leticia Wierzchowski (Editora Record)

 

Juvenil

1º lugar -"O fazedor de velhos", Rodrigo Lacerda (Cosac Naify)

2º lugar -"Cidade dos deitados", Heloisa Prieto (Cosac Naify)

3º lugar -"A distância das coisas", Flávio Carneiro (Edições SM)

 

Tradução de obra literária Francês-Português

1º lugar -"O Conde de Monte Cristo", André Telles e Rodrigo Lacerda (Jorge Zahar Editor)

2º lugar - "Topografia Ideal para uma Agressão Caracterizada", Flávia Nascimento (Editora Estação Liberdade)

3º lugar - "A Elegância do Ouriço", Rosa Freire D'aguiar (Schwarcz)

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Prêmio Jabuti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.