MJ veta volta de "Pânico" para as 18 horas

O Ministério da Justiça (MJ) negou o pedido da Rede TV! para o retorno do "Pânico" a seu antigo horário de exibição: às 18 horas. A decisão do ministério, que foi publicada ontem no Diário Oficial, tem como base um pedido feito pela emissora em julho para que o órgão revisse a reclassificação da atração como imprópria para menores de 12 anos, obrigando-a a migrar para a faixa das 20 horas.No pedido, a emissora se comprometia a eliminar as cenas de violência e de nudez do programa e a ´pegar mais leve´ com o conteúdo da atração para retornar à classificação livre.O quadro "Lingerie em Perigo", em que, como o próprio nome diz, Sabrina Sato aparecia em aventuras só de roupas íntimas foi tirado do ar para amansar os examinadores do MJ. De nada adiantou.Antes de soltar a decisão, o órgão monitorou o "Pânico na TV!" por quase 2 meses para analisar a mudança no conteúdo. Segundo a publicação, o MJ chegou à conclusão que a trupe realmente diminuiu as inadequações ao horário, mas seguiu em frente com alguns excessos e está fazendo merchandising de bebida, o que não é permitido em programas de classificação livre.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2006 | 10h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.