Mistério de Garbo e a luz de Reygadas

American Mall

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2010 | 00h00

15H55 NA GLOBO

(The American Mall). EUA, 2008. Direção de Stuart Gillard, com Nina Dobrev, Rob Mayes, Autumn Reeser, Yasmin Alers, Al Sapienza, Brooke Lyons.

A dona de uma loja de instrumentos e sua filha estão endividadas. Para ganhar algum dinheiro, a garota vai tocar piano no shopping. Um garoto surge do meio do público e começa a fazer o vocal. Adivinhe se não rola um romance. O diretor Stuart Gillard é fraquinho. Não espere muito. Reprise, colorido, 100 min.

Luz Silenciosa

22 H NA CULTURA

(Stellet Licht). Brasil, 2007. Direção de Carlos Reygadas, com Cornelio Wall Fehr, Elizabeth Fehr, Jacobo Klassen, Maria Pankratz, Miriam Toews.

Menonita - integrante de uma seita que surgiu na Europa - vive no norte do México com a família. A seita rejeita o progresso, mas sua seção mexicana já convive com o carro (mas não com o telefone nem a internet). Nesse quadro, o protagonista se envolve com outra mulher, também da comunidade. A mise-en-scène de Reygadas privilegia a luz e a arquitetura dramática do filme converge para um diálogo com o clássico Ordet (A Palavra), de Carl Theodor Dreyer. Não é para todos os gostos, mas os cinéfilos vão amar a atração do horário da Mostra. Inédito (na TV aberta), colorido, 127 min.

As Aventuras do Barão

Munchausen

22 H NA REDE BRASIL

(The Adventures of Baron Munchausen). Alemanha, 1988. Direção de Terry Gilliam, com John Neville, Eric Idle, Sarah Polley, Oliver Reed, Valenytina Cortese, Jonathan Pryce, Uma Thurman, Sting, Robin Williams.

O lendário Karl Friedrich Hieronymus, conhecido como Barão Munchausen, participou da campanha de Frederico II contra o império otomano (dos turcos). De volta à Europa, tratou de aumentar seus feitos, o que serviu de modelo e título para um pioneiro best seller de Rudolf Erich Raspe (em 1793). O ex-Monty Python Gilliam viu nessa história a possibilidade de celebrar a imaginação sobre a realidade, embora se possa ver o tal barão simplesmente como mentiroso e fraudulento, uma espécie de pré-"171". Com a colaboração de fellinianos de carteirinha - o fotógrafo Giuseppe Rotunno, o diretor de arte Dante Ferretti e a figurinista Gabriela Pescucci -, fez um filme que tanto pode ser considerado um porre como genial. Fica ao gosto do freguês. Reprise, colorido, 127 min.

O Acerto Final

23H45 NA RECORD

(Waist Deep). EUA, 2006. Direção de Vondie Curtis-Hall, com Tyrese Gibson, Shawn Parr, Henry Hunter Hall.

Existe outro filme com o mesmo título - com Jack Nicholson e David Morse, de 1995 -, mas este é sob medida para o rapper, ex-modelo e VJ da MTV, Tyrese. Também conhecido como Ruas Sangrentas, não nega a que vem. O herói sai da cadeia e pega em armas para resgatar o filho, que foi sequestrado. Reprise, colorido, 111 min.

Testemunha Imaginária

0 H NA CULTURA

(Imaginary Witness).

Direção de Daniel Anker.

Documentário que participou do Festival de Cinema Judaico de 2006. Trata da forma como Hollywood encarou o Holocausto, o que é sempre um tema relevante. Cinéfilos vão adorar rever cenas de clássicos. Sem indicação de duração.

Anna Karenina

0H30 NA REDE BRASIL

(Anna Karenina). EUA, 1935. Direção de Clarence Brown, com Greta Garbo, Fredrich March, Freddie Bartholomew, Basil Rathbone.

Garbo interpretou duas vezes a heroína trágica de Tolstoi. Na primeira, em 1927, o cinema ainda era mudo e o filme, chamado Love, teve direção de Edmund Goulding. A segunda versão virou o veículo perfeito para ela. Garbo não precisa fazer esforço para que o espectador leia, na máscara de seu belo rosto, o dilaceramento interior da mulher dividida entre o marido (e o filho) e o amante. A voz da estrela possuía um timbre especial que agrega força ao drama. Reprise, preto e branco, 95 min.

Intercine

2 H NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - Lenda Urbana, de Jamie Blanks, com Jared Leto, Alicia Witt, Rebecca Gayheart e Joshua Jackson, sobre garota que investiga assassinatos em série e descobre que será a próxima vítima; e Um Presente para Helen, de Garry Marshall, com Kate Hudson, John Corbett, Joan Cusack, Spencer Breslin e Abigail Breslin, sobre executiva de modas cuja vida vira de pernas para o ar quando tem de cuidar de três sobrinhos.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre as seguintes opções - Perigo Iminente, de Catherine Cyran, em que Connie Sellecca segue a trilha de Meryl Streep em O Rio Selvagem, sobre mulher que sai para um passeio na natureza selvagem com o namorado e os filhos, mas o grupo é atacado por criminosos que fugiram da cadeia (EUA, 1999, fone 0800-70-9011); e Linhas Cruzadas, interpretação e direção de Diane Keaton, com Meg Ryan, Lisa Kudrow e Walter Matthau, sobre família que tenta resolver seus problemas por meio de telefonemas intermináveis (EUA, 2000, fone 0800-70-9012).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.