MIS exibe imagens de fotógrafos da Magnum

Fotógrafos da renomada agência Magnum, Thomas Dworzak, Alex Majoli, Paolo Pellegrin, Ilkka Uimonem, Chris Anderson e Antoine D´Agata uniram suas experiências pelo mundo afora e as agruparam, conceitualmente, na exposição Off Broadway, que foi inaugurada em 2004 nos Estados Unidos e acaba de desembarcar no Brasil, onde fica de hoje a 11 de junho no Museu da Imagem e do Som (MIS). Como se trata de uma mostra multimídia, contando as imagens dispostas na exposição, projeções e vídeos, foram selecionadas cerca de 6 mil fotos, incluindo retratos, paisagens, coberturas jornalísticas em lugares como Afeganistão, Israel, Palestina e Índia, entre outros temas. Alex Majoli faz um paralelo entre a off-Broadway, na qual se inserem os espetáculos alternativos, e o material reunido na exposição, que traz o papel da humanidade alternativa, que se encontra em meio a situações de risco. "É a idéia de que cada um tem um papel. Nós temos papel de fotógrafos, há quem faça o papel de soldado...", conceitua o fotógrafo. Off Broadway surgiu de um projeto pensado por quatro amigos, Dworzak, Majoli, Pellegrin e Uimonem, todos com trabalhos que, de uma maneira ou outra, abordam temas semelhantes. Só mais tarde, Anderson e D´Agata integraram a mostra. "A condição para entrar neste projeto é que eles tenham pontos de vista em comum e sejam da mesma agência", explica Daniela de Freitas, curadora da exposição aqui no Brasil. A Magnum foi fundada em 1947 por um grupo de fotógrafos - entre eles, Henri Cartier-Bresson -, motivado em exprimir, por meio de imagens, seus sentimentos e idéias. Os seis fotógrafos fazem parte de um seleto grupo de cerca de 600 profissionais, que hoje trabalham para a agência. Mesmo sendo fotógrafos de gabarito, na exposição, eles preferiram esconder os créditos. Explica Majoli: "A idéia de juntar nossas perspectivas do mundo é mais importante que nossos nomes." Off Broadway. MIS - Museu da Imagem e do Som. Avenida Europa, 158, Jardim Europa, 3062-9197 ou 3088-0896. 3.ª a dom., 12 h às 20 h. Grátis. Até 11/6. Abertura hoje, 20 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.