Ministro Gilberto Gil lamenta morte de Paulo Autran

Recém operado, ministro divulga segunda-feira, 15, uma nota de pesar pelo falecimento do ator

Jotabê Medeiros,

16 Outubro 2007 | 12h13

Ao retornar de licença médica (foi operado para retirar dois cistos das cordas vocais), segunda-feira, 15, o ministro da Cultura, Gilberto Gil, divulgou uma nota de pesar pelo falecimento do ator, produtor e diretor Paulo Autran, ocorrido na última sexta-feira, 12.   Leia abaixo íntegra da nota:   '15.10.07   Nota de Pesar   Ministro da Cultura lamenta a morte do ator, produtor e diretor Paulo Autran   Brasília, 15 de outubro de 2007.   Paulo Autran foi muito mais do um homem de teatro, como ele mesmo se definia, foi um homem da vida e da cultura brasileira. Em seus quase 60 anos de carreira, Autran deu ao teatro brasileiro um novo fôlego. Sua capacidade de dialogar e transitar entre as linguagens clássicas e modernas, sua originalidade marcante, sua naturalidade com cada um dos seus personagens e sua biografia engajada com as questões do país redimensionaram a forma de atuar no Brasil. Abriram novas possibilidades de atuação e novos horizontes ao teatro brasileiro.   Autran não pertencia a tempos nem a categorias facilmente definidas, sua trajetória - em suas diversas fases e faces - será sempre atual, contemporânea e plural, uma referência para as diversas gerações de atores que com ele aprenderam e com a vida dele continuarão a aprender. O nosso agradecimento a Paulo Autran, por tudo que fez em vida, e o nosso lamento por esta perda, que o Brasil possa continuar a honrá-lo em sua memória e em seu legado, assim como ele honrou o nosso teatro, a nossa cultura e o nosso país.     Gilberto Passos Gil Moreira Ministro de Estado da Cultura'

Mais conteúdo sobre:
Gilberto Gil Paulo Autran morte operado

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.